NOSSA PÁGINA

sábado, 2 de outubro de 2010

Morcego Vampiro(Desmodus rotundus E. Geoffroy 1810); Fauna do RN.

Foto: Samuel Eurich Betkowski
Esse morcego é conhecido popularmente como Morcego Vampiro e cientificamente como Desmodus rotundus. Das 1200 espécies de morcegos registradas até o momento no mundo,apenas 3 são hematófagas(se alimentam de sangue), e são neotropicais. A espécie acima é uma delas,preferindo o sangue de mamíferos de grande porte como cavalos,bovinos e suínos. as demais espécies(1197) são classificadas quanto ao habito alimentar em:onívoros,carnívoros,piscívoros,polinívoros,nectarívoros,frugívoros,que desenpenham importante papel na dispersão de sementes e ainda os "insetívoros'' que são importantíssimos controladores de insetos. 
Desmodus rotundus é a espécie mais comum e abundante de morcego. Ocorre desde o norte do México até o norte da Argentina e no Brasil de norte a sul do país,há registros dessa espécie no Rio Grande do Norte. A raiva é comum nos morcegos vampiro,mas segundo CONSTANTINE(1970) a transmissão dessa doença ao homem raramente ocorre. Como são transmissores da raiva nos herbívoros,esta espécie pode trazer prejuízos para a pecuária da América latina. O Morcego Vampiro habita em áreas florestas com também em regiões desérticas,abrigando-se em ocos de árvores,cavernas,bueiros,mias abandonadas e construções civis.
Têm cerca de 35cm de envergadura(distância entre as pontas das asas abertas) e pesa entre 25 e 40g. Habitualmente as colônias são pequenas e contêm de 10 a 50 indivíduos,mas há relatos de colônias com até 300 indivíduos. Eles caçam e forrageiam em grupo. Parece que são mais ativos no intervalo entre 19 e 23 horas. Estudos revelam a existência de dimorfismo sexual. 
Essa espécie pode acasalar durante todo ano,não tendo um período definido de acasalamento. a gestação dura em média 7 meses,com o nascimento de um filhote por vez,ocasionalmente podendo ocorrer gêmeos. O filhote tornar-se independente dos cuidados da mãe aos 5 meses. Desmodus rotundus não estar ameaçado de extinção. 
Palavras chave:Fauna do RN;Mamíferos no RN; Quirópteros no RN;Morcegos do RN;morcego vampiro no RN.
REFERÊNCIAS:

Jocy Brandão CRUZ, Diego de Medeiros BENTO, Darcy José dos SANTOS, José Iatagan Mendes de FREITAS, Uilson Paulo CAMPOS. COMPLEXO ESPELEOLÓGICO DA FURNA FEIA (RN): UMA PROPOSTA DE UNIDADE DE CONSERVAÇÃO. ANAIS do XXX Congresso Brasileiro de Espeleologia. Montes Claros MG, 09-12 de julho de 2009 - Sociedade Brasileira de Espeleologia. Pg:5. 

Nelio Roberto dos Reis. Morcegos do Brasil. Londrina, 2007. pg:21-24 e 40-42.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário