NOSSA PÁGINA

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Palma do Campo Chamaecrista duckeana; Flora do RN

   Planta conhecida popularmente como Palma-do-campo, entretanto seu nome científico é Chamaecrista duckeana (P.Bezerra & Afr.Fern.) H.S.Irwin &Barneby.
   Espécie subarbustiva que pode atingir até 1 m de altura. Seu caule é uma haste pilosa,com casca estriada, verde e lisa; sua folha é composta, alterna e membranácea e a inflorescência é do tipo racemo axilar, com 4 flores apresentando 3 estames. Floresce durante a estação chuvosa,sendo suas flores de tamanho médio, amarelas com manchas avermelhadas e possuem anteras poricidas. O pólen é único recurso disponível para os visitantes florais. Somente algumas espécies de abelhas adaptadas à realização de vibração coletam pólen de anteras poricidas. Seus principais visitantes florais são as abelhas sem ferrão do gênero Melipona, as abelhas do gênero Xylocopa (mamangavas-de-toco) e as abelhas do gênero Bombus (mamangavas-de-chão). Sendo assim, essa planta é muito importante para a manutenção e conservação das abelhas nativas e pode ser utilizada em jardins de flora melífera. Essa espécie possui fruto do tipo legume com 5–6 cm de comprimento que tem de 18 a 22 sementes, subquadrangulares; plúmula diferenciada em eófilos. Sua ocorrência está restrita ao Bioma Caatinga,sendo uma espécie endêmica da região nordeste (Souza; Bortoluzzi, 2013).
   Esse registro fotográfico foi feito durante uma trilha na Serra do Cuó, em Campo Grande no estado do Rio Grande do Norte, em 29 de junho de 2013. Nessa área a vegetação típica é a Caatinga, o espécime da foto foi registrada em afloramento rochoso no alto da Serra.

Referências

Camila Maia-Silva...[et al.].  Guia de plantas: visitadas por abelhas na Caatinga. 1. ed. Fortaleza, CE : Editora Fundação Brasil Cidadão, 2012.

Chamaecrista duckeana. Disponível em: http://biogeo.inct.florabrasil.net/oc/176937 Acesso em 26 de novembro de 2014.

Det.: J. Jardim, set.2013.

Elisabeth CórdulaI& Marli Pires MorimI& Marccus Alves. Morfologia de frutos e sementes de Fabaceae ocorrentes em uma área prioritária para a conservação da Caatinga em Pernambuco, Brasil. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S217578602014000200012&script=sci_arttext Acesso em 26 de novembro de 2014.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário