NOSSA PÁGINA

sábado, 2 de outubro de 2010

Salamanta(Epicrates cenchria Linnaeus, 1758); Fauna do RN.

Epicrates cenchria Linnaeus, 1758. (Photo-Jairo Maldonado Alonso Quevedo). 
    Serpente Conhecida popularmente como Salamanta,Cobra-de-viado,limpa-mato,Jibóia-vermelha ou Cobra Arcoíris. Mas para a ciência ela têm apenas um nome, é a espécie Epicrates cenchria. Temida pela população do interior como uma serpente das mais peçonhentas,mas na verdade ela não é peçonhenta,sua dentição é do tipo áglifa(não têm dentes inoculadores de veneno), matando suas presas por constricção,assim como a Sucuri e a Jibóia,sendo as três da mesma família,Boidae. 
   Alimenta-se de pequenos mamíferos,aves e lagartos. É uma serpente terrestre,de hábitos tanto diurno como noturno e pode atingir cerca de 1,2m de comprimento quando adultas. É vivípara, nascendo de 6 a 20 filhotes,com acasalamento entre maio e julho(VANZOLINI et al.,1980), os nascimentos acontecem de dezembro a abril(FREITAS,2003). A Salamanta é endêmica da região neotropical,ocorrendo nas porções continentais das Américas Cental e do Sul. Encontra-se em todos os habitats do Brasil,desde Campos,Florestas,Cerrado e Caatinga. 
   Essa espécie ocorre em todo estado do Rio Grande do Norte. Uma de suas características é apresentar a pele com iridescência, que não é causado por pigmentação, mas pelas propriedades físicas da luz, que quando incide sobre as escamas se decompõe em vários espectros e cada comprimento de onda produz uma cor diferente, produzindo este efeito. Veja vídeo no you tube de uma Salamanta atacando um rato:
http://www.youtube.com/watch?v=CnY4_Qa6_xw


REFERÊNCIAS:

Crédito da foto: Jairo Maldonado Alonso Quevedo. Disponível em: http://reptile-database.reptarium.cz/species?genus=Epicrates&species=cenchria Acesso em: 06 de julho de 2015. 

Estudo de impacto ambiental-EIA Ferrovia Transnordestina. Tomo III Diagnóstico ambiental-Meio Biótico. Herpetofauna. Disponível em: http://licenciamento.ibama.gov.br/Processo%20PNMA/EIA's%20CGTMO/COTRA/EIA_TRANSNE_MVT_LP_LI/EIA_TOMO_III_MEIO_BIOTICO.pdf Acesso em: 02/10/2010.
Freire, Adauberto Antônio Valera. Fauna Potiguar. Natal: EDUFRN, 1997.
Neto,Miguel Rocha. Guia ilustrado:fauna da escola das dunas de pitangui-ecossistemas terrestre. Natal: moura ramos,2001.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Um comentário: