NOSSA PÁGINA

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Aranha Espinhosa Gasteracantha cancriformis; Fauna do RN

     Aranha conhecida popularmente como Aranha Espinhosa ou Tecedeira-espinhuda mas cientificamente seu nome é Gasteracantha cancriformis. Ela pertence a família Araneidae, a mesma da qual fazem parte as aranhas conhecidas como orbiculares,como por exemplo a Aranha-de-jardim(Argiope argentata).
     Como se pode observar(ver foto) é uma aranha que constroe teia orbicular,através da qual captura pequenos animais,como cigarrinhas,moscas,mariposas,besouros,abelhas que servem de alimento para a mesma. As presas capturadas pelas teias são consumidas imediatamente,consumidas parcialmente e
empacotas para consumo posterior, ou ainda são deixadas na teia e consumidas junto com a remoção da teia no final do dia. As fêmeas vivem solitariamente em teias individuais. Até três machos podem oscilar em fios de seda nas proximidades. As fêmeas podem ser encontradas em qualquer época do ano, mas principalmente a partir de outubro a janeiro. Os machos podem ser encontrados nos meses de outubro e novembro.

     As teias das fêmeas adultas são encontradas em locais abertos, em alturas que pode variar de menos de 1 a mais de 6m (Muma,1971), sendo construídas todas as manhãs e removidas ao entardecer, sendo assim uma espécie de hábito diurno. Os fios de sustentação e raios da teia apresentam stabilimentum na forma de tufos de seda, que tornam a teia dessa espécie visível na vegetação. Vivem em bordas de florestas,em áreas abertas, mas já lhe encontrei no interior de floresta,construindo sua teia entre árvores e arbustos.
     Estudos em laboratório sobre o comportamento de acasalamento mostram que os machos visitam a teias construídas pelas fêmeas, e usam um padrão rítmico batendo quatro vezes sobre a teia de seda. Depois de várias abordagens cautelosas os  machos se aproximam das fêmeas, tornam-se envolvidos a com seda produzida pelas fêmeas e copulam. O acasalamento pode durar 35 minutos ou mais. Após o acasalamento, o macho permanece na teia da fêmea. O acasalamento pode ocorrer repetidamente. (Muma, 1971)
     Embora virada para baixo perto do centro de sua teia, a fêmea produz um saco de ovos com contendo de 100 a 260 ovos. Ela deposita o saco na parte de baixo das folhas nas proximidades do ninho, então morre. Dos ovos devem nascer cerca de 100 a 260 filhotes que sobrevivem sem cuidados parentais durante o inverno, dispersando-se na primavera, quando já  são capazes de produzir teias e ovos (fêmeas) ou fertilizar ovos (machos) por conta própria. Os machos e as fêmeas atingem a maturidade dentro de duas a cinco semanas de idade. (Milne e Milne, 1980). 

     As fêmeas adultas possuem de 5 a 7 mm de comprimento e 10 a 13 mm de largura. Os machos possuem de 2 a 3 mm e são difíceis de serem encontrados (Muma, 1971). Nas fêmeas as patas e o prossoma são pretos, o opistossoma é rígido e sua região ventral é preta com algumas listras ou pequenos pontos claros. A região dorsal apresenta 6 projeções em forma de espinhos e nas fêmeas encontradas na Flórida (EUA) essa área é branca com espinhos vermelhos (Levi, 1978, 1996).
     No Brasil, sabe-se que as fêmeas dessa espécie apresentam um policromatismo, porém, apesar de ser uma espécie comum, conspícua e diurna, pouco foi descrito sobre os seus padrões de cores. As pesquisas mostram grande variação no padrão de cores de Gasteracantha cancriformis, pelo menos cerca de 8 fenótipos(em algumas pesquisas) desde formas conspícuas até padrões crípticos.
Veja por exemplo 7 padrões de coloração dessa espécie encontradas em pesquisas:
Amarelo com espinhos pretos Branco com espinhos pretos,Branco com espinhos avermelhados,Preto com algumas partes brancas e espinhos pretos, Preto e branco com espinhos avermelhados, Vermelho com espinhos pretos,Laranja com espinhos avermelhados.

     É a única representante de seu gênero no novo mundo, distribuída desde a Argentina até a Flórida(EUA),como também é encontrada na América Central,Cuba e Jamaica. encontrada nas zonas tropicais e subtropicais. 
        É considerada de maneira geral uma espécie inofensiva ao ser humano,mas deve-se evitar o manuseio devido aos seus espinhos e por ser um animal silvestre. Até o presente é abundante em todo Hemisfério Ocidental.
     Durante minhas excursões pelo estado do Rio Grande do Norte visualizei  Gasteracantha cancriformis nos seguintes municípios até o momento: Em Parnamirim(2012 e 2013), em Natal(2013), em Nísia Floresta(2012),em Baía Formosa(2011).

Referências:
Gawryszewski,Felipe Malheiros. Policromatismo e Stabilimentum em Gasteracantha cancriformis (Araneae,Araneidae): caracterização e as hipóteses da atração de presas e da proteção da teia.
Dissertação de Mestrado apresentada no Programa de Pós graduação em Biologia Animal da Universidade de Brasília para a obtenção do grau de Mestre em Biologia Animal.
Gawryszewski,Felipe Malheiros&Motta,Paulo César. Variação no padrão de cores da aranha Gasteracantha cancriformis (Araneidae) no cerrado do Distrito Federal.
Fauna do Parque das dunas. Disponível em: http://www.parquedasdunas.rn.gov.br/fauna.asp Acesso em 02 de janeiro de 2014.
Gasteracantha cancriformis. Disponível em: http://animaldiversity.ummz.umich.edu/accounts/Gasteracantha_cancriformis/ Acesso em 02 de janeiro de 2014.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

30 comentários:

  1. Encontrei uma amarela aqui na Bahia, tirei foto! Ela é linda e ao mesmo tempo dá medo :)

    ResponderExcluir
  2. Encontrei uma amarela aqui na Bahia, tirei foto! Ela é linda e ao mesmo tempo dá medo :)

    ResponderExcluir
  3. encontrei uma no PR achei diferente,e por não conhecer fiquei com medo rsrs

    ResponderExcluir
  4. Para efeito de cobertura geográfica a seu texto, era comum eu encontrar esta aranha em São Vicente (SP) na década de 70.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Unknown, fico feliz com sua participação nesse blog.
      Obrigado pela informação!
      Sucesso e Paz!!!

      Excluir
  5. Eu achei uma exatamente igual essa aqui em casa eu achei ela bem diferente pois nunca havia visto uma assim então resolvi dar uma pesquisada bem legal ela :)

    ResponderExcluir
  6. Aqui na minha casa tem uma morando no pé de pitanga, Achei parecida com morcego...ela é muito diferente. Fico tranquila ao saber que não há perigo. Moro na cidade de Teresópolis - RJ

    ResponderExcluir
  7. Preciso de ajuda. Estou com uma aqui em casa, dentro de um pote com éter, ou seja,ela está adormecida. Ela é venenosa??? Sei que a maioria dos aracnídeos coloridos são venenosos. Ela é preta,na parte de cima é branca, com espinhos vermelho e preto. Gostaria de saber o que é essa protuberância na parte inferior do abdômen. Como se sabe o sexo do animal??? Aguardo retorno.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Patrícia.
      Como a grande maioria das aranhas são venenosas, usando o veneno principalmente para paralisar as suas presas(pequenos insetos),das quais se alimentam. De maneira geral é considerada inofensiva para o ser humano, mas deve-se evitar seu manuseio por ser um animal silvestre da fauna brasileira e por apresentar espinhos.
      Atenciosamente,Francisco Souza.

      Excluir
  8. Preciso de ajuda. Estou com uma aqui em casa, dentro de um pote com éter, ou seja,ela está adormecida. Ela é venenosa??? Sei que a maioria dos aracnídeos coloridos são venenosos. Ela é preta,na parte de cima é branca, com espinhos vermelho e preto. Gostaria de saber o que é essa protuberância na parte inferior do abdômen. Como se sabe o sexo do animal??? Aguardo retorno.

    ResponderExcluir
  9. Moro numa chácara em Franco da Rocha (SP) e na mesma semana que cheguei uma dessas apareceu no meu jardim em frente a cozinha. Ela construiu uma linda teia e eu realmente achei bem diferente o formato da aranha (achei parecida com caranguejo)rsrs.
    Lá na chácara eu já observei ao menos 4 tipos de aranhas "diferentes" e essa é uma delas.

    Obrigada por compartilhar. (:

    ResponderExcluir
  10. Tem uma na mangueira aqui de casa (São Luís - MA) ela é amarela com espinhos pretos brancos. :D

    ResponderExcluir
  11. Preta com vermelha em minha casa Itaperuna RJ muito linda

    ResponderExcluir
  12. Encontrei uma aqui na minha casa (em Fortaleza, CE), ela tem o opstossoma amarelo com espinhos pretos. É linda! Procurei saber mais sobre ela pq achei que era venenosa pela coloração e ela estava mt perto do meu cachorro. Muito esclarecedor seu texto. Obrigada!

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pelo blog, excelente artigo! Essas aranhas também são encontrada no recôncavo da Bahia :)

    ResponderExcluir
  14. Muito comum nos cafezais na região leste de Minas Gerais

    ResponderExcluir
  15. Encontrei uma laranja com espinhos avermelhado,no pé de acerola fiquei sem saber se ela era venenosa então pesquisei no gloog e encontrei este documentário, obrigada por esclarecer minhas dúvidas! 💝

    ResponderExcluir
  16. Encontrei uma laranja com espinhos avermelhado,no pé de acerola fiquei sem saber se ela era venenosa então pesquisei no gloog e encontrei este documentário, obrigada por esclarecer minhas dúvidas! 💝

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jussene Santos!
      Fico feliz em saber que o texto esclareceu suas dúvidas. Agradeço em nome dos pesquisadores que estudaram a espécie e disponibilizaram seus conhecimentos!
      Sucesso e Paz!!!

      Excluir
  17. Paulo Kampf - tenho uma aqui no meu jardim em Campinas - SP uma aranha espinhosa vermelha (brilhante- linda!)
    Fiz diversas fotos - data 22/08/2016.Como faço para enviar uma foto?

    ResponderExcluir
  18. Eu achei uma aqui em Belém do Pará no norte do país

    ResponderExcluir
  19. Tenho fobia por aranhas, no meu jardim de casa sempre aparece alguma espécie diferente, já apareceu até viúva negra na minha casa do lado externo, aquela preta de bundinha vermelha ,também tem até uma dessa Gasteracantha cancriformis que parece um caranguejo, não sei se jogo veneno , tenho medo dela proliferar varias outras aranhas. Ao mesmo tempo que eu não quero agredir a natureza, tenho medo de alguns insetos principalmente sabendo que alguns podem ser peçonhentos .

    ResponderExcluir
  20. Olá Unknown, fico feliz com sua participação nesse blog.
    Essa espécie não é considerada de interesse médico, ou seja de maneira geral é considerada inofensiva para nós, a menos que a pessoa que provavelmente fosse picada(raramente isso pode acontecer) tivesse alergia ao "veneno" da espécie citada.
    Como você falou que tem fobia, você pode pedir pra alguma pessoa especializada(biólogo da sua região,ambientalista,etc) pra capturá-las com cuidado,levando-as para um ambiente natural aberto nesse caso, onde elas possam viver.
    Sucesso e Paz!!!

    ResponderExcluir
  21. A título de curiosidade, essas aranhas são encontradas também no Paraná. Aqui no noroeste do estado já encontrei uma ou duas no jardim, sempre me referi a ela como crab spider sendo que só agora (depois de uma construir uma teia na varanda) fui checar e ver que essas são dá turma das aranhas de teia orbicular enquanto as crab spiders, parece-me, são todas aranhas caçadoras.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Battousai!
      Fico feliz com sua participação nesse blog.
      Grato pelo comentário!
      Sucesso e Paz!!!

      Excluir
  22. Achei uma branca com espinhos vermelhos e pretos aqui no Rio Grande do Sul

    ResponderExcluir
  23. Moro em Osório, litoral norte do Rio Grande do Sul, tenho essa espécie de aranha no meu jardim. Acho-as lindas. "Cultivo-as"!

    ResponderExcluir
  24. Encontrei uma amarela com espinhos mais afilados na parte anterior e manchas pretas! Em Loanda-PR.

    ResponderExcluir
  25. Meu nome é Marcos.

    Tenho duas dessas, de cor amarela, numa arvore aqui em casa, em Alvorada, região metropolitana de Porto Alegre, Rio GRande do Sul. Seu blog ajudou muito, ja que nunca tinha visto uma espécie assim. Costumo alimenta-las com moscas e mosquitos. Obrigado pelas informações e sucesso com a pág.!

    ResponderExcluir