NOSSA PÁGINA

sábado, 11 de junho de 2016

Quixabeira Sideroxylon obtusifolium

   Planta conhecida popularmente como Quixabeira, Quixaba, Sapotiaba, Sacutiaba, Coronilha, Coca, Maçaranduba-da-praia, Miri e Rompe-gibão, entretanto seu nome científico é Sideroxylon obtusifolium.
  Espécie de porte árboreo, podendo chegar atingir de 7 até 18m de altura, bastante ramificada, apresentando muitos espinhos em seus galhos, folhas inteiras,simples alternadas e coriáceas. Suas flores hermafroditas são pequenas, de coloração creme e são visitadas principalmente por abelhas, moscas, vespas e borboletas. Seu fruto comestível é do tipo baga e apresenta coloração de roxo-escura a negra quando madura com uma semente. A sua madeira pode ser usada na construção civil e na marcenaria. É considerada uma espécie de grande potencial pela medicina popular, sendo a sua "casca usada para dores em geral, úlcera duodenal, gastrite, azia, inflamação crônica, lesão genital, inflamação dos ovários, cólicas, problemas renais e cardíacos, diabetes e como expectorante" (Beltrão et al. 2008). Devido principalmente a extração excessiva e descontrolada dessa espécie para uso medicinal, ela encontra-se atualmente ameaçada de extinção.
   Espécie nativa encontrada atualmente nas seguintes regiões brasileiras e biomas: Nordeste(MA, PI, CE, RN, PB, PE, BA, AL, SE),Norte (TO), Centro-Oeste (MT, GO, DF, MS), Sudeste (MG, ES, SP, RJ) e Sul (PR, SC, RS) nos biomas Caatinga, Cerrado, Mata atlântica e Pantanal. 

Referências
BELTRÃO, A.E.S., TOMAZ, A.C.A., BELTRÃO, F.A.S. & MARINHO, P. 2008. In vitro biomass production of Sideroxylon obtusifolium (Roem & Schult). Revista Brasileira de Farmacognosia, 18(1): 696-698.

LORENZI, H., BACHER, L., LACERDA, M. & SARTORI, S. 2006. Frutas brasileiras e exóticas cultivadas: (de consumo in natura). São Paulo: Plantarum. 640 p.

Organizador Rafaela Campostrini Forzza... et al. Catálogo de plantas e fungos do Brasil, volume 2. Rio de Janeiro : Andrea Jakobsson Estúdio : Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro, 2010.

Renato Braga.Plantas do nordeste,especialmente do Ceará. Fortaleza:coleção mossoroense-volume XLII,1996.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário