NOSSA PÁGINA

sexta-feira, 19 de março de 2010

Cajueiro(Anacardium occidentale); Flora do Rio Grande do Norte.


































O Cajueiro(Anacardium occidentale) é uma árvore que alcança em média de 5 a 10m de altura,com tronco tortuoso de 25-40cm de diâmetro. Originária da América tropical(Brasil),o cajueiro é da família Anacardiaceae. Apresenta folhas glabras,de cor rósea quando jovens,de 8-14 cm de comprimento por 6-8 cm de largura. Flores aromáticas. Floresce a partir do mês de junho,prolongando-se até novembro. Os frutos amadurecem nos meses de setembro até janeiro. O pedúnculo super desenvolvido e suculento é geralmente confundido como o fruto,quando na verdade a castanha é que é o fruto. Os frutos são consumidos em todo o país,e acastanha é bastante popular e exportada para o exterior. Ocorre em campos, dunas e tabuleiros. A madeira é apropriada para a construção civil,serviços de torno,carpintaria e marcenaria,confecção de cabos de ferramentas agrícolas e caixotaria. Nada se perde do cajueiro,seu fruto contém 6% de açúcar,é refrescante,rico em vitamina C e excelente tônico para o sistema nervoso. Fermentado,transforma-se em vinho,aguardente,álcool e vinagre. Também da boas compostas,passas e doces cristalizados. Através de incisões em seu tronco e nos galhos,extrai-se do cajueiro uma resina amarelo-escura,que repele insetos. A casca da árvore contém de 3 a 5% de tanino e pode ser usada na curtição de couros. As folhas servem como lixas e as raízes dão um chá,rico em vitamina C. As cascas das castanhas quebradas são usadas na construção civil e na industria de móveis sob forma de painéis conglomerados. Preserve a natureza!

BIBLIOGRAFIA:
Renato Braga.Plantas do nordeste,especialmente do Ceará. Fortaleza:coleção mossoroense-volume XLII,1996.

Lorenzi, Harri. Árvores Brasileiras: Manual de Identificação e Cultivo de Plantas arbóreas do Brasil,Vol.1 4-ed.-Nova Odessa,SP: Instituto Plantarum,2002.

Almanaque Globo Rural 1989.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário