NOSSA PÁGINA

quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Borboleta Malaquita Siproeta stelenes; Fauna do RN

  Borboleta conhecida popularmente como Malaquita e cientificamente como Siproeta stelenes. Essa espécie foi descrita pela primeira vez em 1758 por Linnaeus e atualmente pertence a família Nymphalidae. Não existe dimorfismo sexual, ou seja, machos e fêmeas apresentam o mesmo padrão de coloração de suas asas.  A Borboleta Malaquita(Siproeta stelenes) apresenta asas anteriores  pretas com grandes manchas verdes e margem estriadas,sendo sua parte inferior  de cor castanho claro e esbranquiçada. Enquanto que as asas traseiras são apenas pretas com pequenas caudas e também possuem  margem estriadas. Na parte superior do corpo,nas asas existem duas faixas com manchas verdes. O corpo é preto, mas a parte inferior é branca. A envergadura de suas asas tem comprimento de 8,3 a 10,1 cm.
    Costuma voar sobre arbustos na floresta ou pomares, clareiras nas matas e às vezes os machos são observados em patrulhas a procura de fêmeas, efetuando  vôos de uma forma  flutuante.  Seu voo é lento e geralmente é observada descansando sob as folhas de arbustos baixos.
   Após acasalamento, os ovos são depositados isoladamente nas folhas das plantas principalmente da espécie Ruéllia brevifolia (Poht) , que as  lagartas comem,além de outras plantas como Cafetin (Blechum brownei) e Ruellia (Ruellia coccinea) e outras da família Acanthaceae. As lagartas geralmente descansam embaixo das folhas até tomarem um certo tamanho,depois disso passa os dias escondidas na base da planta que serve de alimento, subindo para se alimentar no final do dia. Enquanto que a dieta dos indivíduos adultos é diferente das lagartas(fase larva),os indivíduos alados alimentam-se de frutos fermentados ou apodrecendo e ocasionalmente de excrementos de pássaros e néctar das flores de cipós, árvores e plantas herbáceas.
   Vive em  Florestas subtropicais ou florestas semidecíduas e também tem registros dessa espécie em pomares de abacate,manga e Citrus na Flórida. Sua distribuição estende-se nas Américas, ocorrendo no Brasil, estendendo-se do México ao Suriname,Argentina,Chile e as Índias Ocidentais para o sul da Flórida e sul do Texas.
Durante minhas excursões pelo estado do Rio Grande do Norte, visualizei essa espécie nos municípios de Monte Alegre e Baía Formosa, no interior de florestas.
Existem apenas três subespécies.
Siproeta stelenes biplagiata (Fruhstorfer de 1907)
Siproeta stelenes meridionalis (Fruhstorfer de 1909)
Siproeta stelenes sophene (Fruhstorfer de 1907)
Classificação Científica
Reino: Animalia; Filo: Arthropoda; Classe: Insecta; Ordem: LEPIDOPTERA; Subordem: DITRYSIA
Superfamília: Papilionoidea; Família: NYMPHALIDAE; Subfamília: Nymphalinae; Tribo: VICTORINI; Subtribo: ---; Gênero: Siproeta; Nome específico: stelenes

Referencias
Siproeta stelenes. Disponível em: http://www.butterfliesandmoths.org/species/Siproeta-stelenes Acesso em 19 de março de 2014.

Siproeta stelenes. Disponível em: http://en.butterflycorner.net/Siproeta-stelenes-Malachit-Bambuspage.445.0.html Acesso em 19 de março de 2014


Siproeta stelenes. Disponível em: http://www.gbif.org/species/4299213 Acesso em 19 de março de 2014
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Nenhum comentário:

Postar um comentário